“Sou feito da inteira evolução da Terra; sou um microcosmo do macrocosmo. Nada há no universo que não esteja em mim. O inteiro universo está encapsulado em mim, como uma árvore numa semente. Nada há ali fora no universo que não esteja aqui, em mim. Terra, ar, fogo, água, tempo, espaço, luz, história, evolução e consciência – tudo está em mim. No primeiro instante do Big Bang eu estava lá, por isso trago em mim a inteira evolução da Terra. Também trago em mim os biliões de anos de evolução por vir. Sou o passado e o futuro. A nossa identidade não pode ser definida tão estreitamente como ao afirmar que sou inglês, indiano, cristão, muçulmano, hindu, budista, médico ou advogado. Estas identidades rajásicas são secundárias, de conveniência. A nossa identidade verdadeira ou sáttvica é cósmica, universal. Quando me torno consciente desta identidade primordial, sáttvica, posso ver então o meu verdadeiro lugar no universo e cada uma das minhas acções torna-se uma acção sáttvica, uma acção espiritual”

- Satish Kumar, Spiritual Compass, The Three Qualities of Life, Foxhole, Green Books, 2007, p.77.

“Um ser humano é parte do todo por nós chamado “universo”, uma parte limitada no tempo e no espaço. Nós experimentamo-nos, aos nossos pensamentos e sentimentos, como algo separado do resto – uma espécie de ilusão de óptica da nossa consciência. Esta ilusão é uma espécie de prisão para nós, restringindo-nos aos nossos desejos pessoais e ao afecto por algumas pessoas que nos são mais próximas. A nossa tarefa deve ser a de nos libertarmos desta prisão ampliando o nosso círculo de compreensão e de compaixão de modo a que abranja todas as criaturas vivas e o todo da Natureza na sua beleza”

- Einstein

“Na verdade, não estou seguro de que existo. Sou todos os escritores que li, todas as pessoas que encontrei, todas as mulheres que amei, todas as cidades que visitei”

- Jorge Luis Borges

sábado, 19 de abril de 2014

Como lidar com as emoções perturbadoras? Retiro de meditação segundo a via do Buda - 25-27 de Abril - Casa Silva (Barcelos)


Todos vivemos constantemente a experiência de múltiplas emoções conflituosas que nos retiram a paz interior e a clareza mental, nos levam a pensar, dizer e fazer o que não desejamos e são fonte de sofrimento para nós e para os outros. Muitas vezes pensamos que somos mesmo assim e que não há nada a fazer, mas isso apenas por ignorarmos certos métodos muito simples de meditação, ensinados pelo Buda, que nos ajudam a não nos deixarmos dominar por essas emoções e, em vez disso, transformar e utilizar a sua energia para desenvolver o autoconhecimento e sentimentos positivos, como contributo para o bem comum e para uma sociedade mais desperta. O objectivo deste retiro é aprendermos a fazer isso, num espaço privilegiado de sossego e comunhão com a natureza.

Orientação: Paulo Borges
Local: Seminário da Silva - Barcelos (próximo de Braga)
Data: 25 a 27 de Abril 2014
Refeições: Vegetarianas

Informações / Inscrições: devesaana@hotmail.com Telm: 919957931

Programa do Retiro:

Dia 25 – 6ª feira

19.00 – 20.30 - Chegada e acomodação (não inclui jantar).
21.00 – 22.00 – Conhecer a mente e as emoções: a ignorância, o egocentrismo e as seis principais emoções perturbadoras. As suas desvantagens pessoais, sociais e ambientais. Os dois principais métodos libertadores pela meditação: transformá-las nos quatro sentimentos ilimitados – amor, compaixão, alegria e imparcialidade - e auto-libertação contemplativa.

Dia 26 – Sábado

07.30 – 09.00 – Como meditar? O sentido exterior e interior dos sete pontos da postura física.
09.00 – 10.00 – Pequeno-almoço
10.00 – 13.00 (com intervalo) – Sessões teórico-práticas de meditação sentada e em andamento, ao ar livre. Shamatha – Estabilizar a mente na atenção plena às sensações físicas, à respiração, ao fluxo das emoções/pensamentos, aos fenómenos externos e ao simples estar consciente. Meditação com objecto e sem objecto.
13.30 – 14.30 – Almoço
15.00 - 19.00 (com intervalo) – Como lidar com as emoções perturbadoras? Prática dos dois métodos.
19.30 – 20.30 – Jantar
21.00 – 22.00 – Sessão de meditação. O tonglen e a transformação da energia.

Dia 27 – Domingo

07.30 – 09.00 – Sessão de meditação.
09.00 – 10.00 – Pequeno-almoço
10.00 - 13.00 (com intervalo) – Como lidar com as emoções perturbadoras? Prática dos dois métodos. O tonglen e a transformação da energia.
13.30 – 14.30 – Almoço
15.00 - 17.00 – A visão pura e a meditação com mantras como forma de pacificar e despertar a mente.

O retiro será facilitado por Paulo Borges. Tenta praticar desde 1983 e é responsável, desde 1999, por seminários, cursos e retiros de budismo e meditação budista. Tradutor de livros budistas. Autor, entre outros, de O Budismo e a Natureza da Mente (com Matthieu Ricard e Carlos João Correia), O Buda e o Budismo no Ocidente e na Cultura Portuguesa (com Duarte Braga) e Descobrir Buda. Professor de Filosofia na Universidade de Lisboa, presidente da União Budista Portuguesa e do Círculo do Entre-Ser.

Contribuição: 100 euros (inclui dormidas, todas as refeições e as actividades do retiro)

Inscrições: É necessário inscrever-se previamente até ao dia 18 de Abril, por telefone ou e-mail, confirmando a inscrição com a respetiva transferência para o
NIB: 0036 0390 99101265481 39

- Convém trazer roupas largas, uma almofada e um tapete.

- O evento está aberto a todas as pessoas e não implica nenhum conhecimento ou prática de budismo ou meditação.

- 10% de cada inscrição será doado ao benefício dos animais, com a motivação de contribuir para o bem de todos os seres sencientes.

Como chegar:

Chegando a Barcelos, seguir as placas estádio (cor de laranja), rotunda do Estádio de Futebol, seguir na direcção de Ponte de Lima. Um pouco mais à frente novamente placa de Ponte de Lima virar direita, aqui virar de imediato nesse cruzamento à esquerda, tem uma placa que diz rua do Seminário (rua estreita em paralelo de lado esquerdo, entre uma clínica dentária e uma casa de móveis)
Seguir sempre em frente aproximadamente 3 km, passará um pouco de bosque que já faz parte do seminário até encontrar um grande portão.

Os participantes desfrutarão de um belo espaço arborizado, onde se sente a plenitude da natureza.

Sem comentários :

Publicar um comentário